Como a Netflix faz seus assinantes de idiotas

Depois das falsas promessas do evento TUDUM, os fãs merecem um pedido de desculpas!

Bem vindos ao primeiro post do Gato Sincero, os artigos contidos neste site tem compromisso apenas com a verdade e sabemos que caso ele seja hackeado, derrubado ou processado, vai ser porque eu cumpri meu trabalho como escritor e jornalista.
Vamos começar com um tiro considerável, ser sincero sobre a maior plataforma de streaming do mundo. Como os senhores devem saber, ou não, a Netflix Brasil promoveu o grande evento TUDUM, onde prometeu uma série de atrações on-line via YouTube, dentre todas essas promessas, os fãs poderiam finalmente ficar "cara a cara" com seus ídolos, como Joel Courtney e os astros da série Julie and the Phantoms, Madison e Charlie.
Podemos culpar uma empresa pela sua grande jogada de marketing? Claro que não! Podemos culpar uma empresa que literalmente precisa de seus assinantes para se manter e promete algo totalmente contrário ao que eles esperavam? DEFINITIVAMENTE!
A Netflix especificou que o momento chat rolê seria uma chance de um fã falar *SOZINHO* com seu ídolo, com isso todos os assinantes brasileiros (e internacionais) ficaram excitados, afinal era uma forma de estar próxima de seu ator favorito e ainda DE GRAÇA, porque geralmente os eventos em que podemos conservar, pegar autógrafos, chamados de meets and greets são bastante caros.
O dia do evento chegou, um QR code foi liberado e os fãs se inscreviam adoidados para poderem ser sorteados e ter um momento privativo com o famoso em questão, definitivamente houveram fãs escolhidos e houve uma ligação via ZOOM, mas ela não foi de forma alguma privatiza ou priorizou um bom encontro, deixe-me explicar melhor.
Ao todo foram de 20 a 30 fãs sorteados por dia e apenas quatro, eu repito QUATRO foram "escolhidos" para fazer UMA pergunta aos atores em live do outro lado. Exato, não houve nada privativo, nenhuma experiência de conversa e muito menos tempo suficiente para um fã se sentir mais próximo de seu amado ídolo. Indo para o dia que causou mais comoção, o terceiro, os atores convidados (Madison e Charlie), tiveram que praticamente implorar por mais alguém fazer alguma pergunta, já que foi algo tão rápido e insignificante.
O grande problema é que com a recente competição de plataformas, a Netflix se viu obrigada a promover esse evento, com falsas promessas, para poder reerguer seu nome e virar o novo trending topics. Podemos notar a total falta de compromisso e simpatia por parte dessa empresa para com seus milhões de assinantes.
Os fãs podem dizer: foi uma honra vê-los! Mas vocês precisam entender o ponto desse jornalista aqui, vocês todos foram ENGANADOS! A Netflix claramente prometeu algo incrível, estar sozinho e cara a cara (via chamada de vídeo, é claro) com alguns dos maiores astros da plataforma e isso NÃO ACONTECEU, como as pessoas foram escolhidas? Por que especificar que todos deveriam falar em português?
Esse é mais um ponto que eu poderia mencionar, em um momento da live a apresentadora Maísa Silva acabou por se confundir e quase responder uma pergunta feita à ela em inglês, então ela riu de forma nervosa e disse: "ops, tem que ser em português", pudemos notar que o tradutor responsável NÃO FEZ QUESTÃO ALGUMA de traduzir elogios, novamente no terceiro dia um rapaz usou quase todos os seus trinta segundos para elogiar os atores em nome de uma amiga e eles sequer sorriram ou disseram obrigado, sendo que quando a Maísa os elogiou eles tiveram uma reação incrivelmente doce, o que nos deixa no ar que o tradutor sequer traduziu quaisquer outras palavras que não fossem a breve pergunta.
Chegamos ao ponto dos atores desejarem ficar mais tempo e houve um grande período de conversa nos bastidores até uma resposta, eu entendo que há cronogramas e dinheiro rolando, mas o bom atendimento ao consumidor é o que torna uma empresa grande.
Eu não sei vocês, mas estarei com certeza migrando para a Disney+ assim que possível!


OH HEY, FOR BEST VIEWING, YOU'LL NEED TO TURN YOUR PHONE